Dice Masters

Um mundo de aventuras espera por você!

5 RPG’s solos para você jogar se não tiver um grupo

Se não for possível reunir um grupo de Dungeons & Dragons (ou outro sistema), esses RPGs de mesa e de vídeo podem ser jogados individualmente ou com poucas pessoas.

Embora possa ser divertido reunir-se em torno de uma mesa – física ou digital – para jogar Dungeons & Dragons com um grupo de amigos, às vezes simplesmente não é possível. Planejar aventuras, reunir um grupo grande o suficiente para uma campanha completa é uma baita tarefa em si. Felizmente, existem muitos RPGs semelhantes ao D&D que podem ser jogados com apenas algumas pessoas ou mesmo solo.

Jogar esses jogos também pode fornecer algumas idéias que podem ser aplicadas a uma futura campanha de RPG. Aqui estão cinco RPGs que vale a pena conferir se você não tiver pessoas suficientes para um jogo de mesa.

Pandemic

Embora algumas pessoas possam não estar inclinadas a jogar Pandemic enquanto vivem uma pandemia real, a própria jogabilidade é realmente muito boa. O Pandemic é tecnicamente para duas a quatro pessoas, mas é possível jogar sozinho criando mais de um personagem.Pandemic é um jogo cooperativo onde os jogadores lutam contra o jogo, e não um contra o outro. É um jogo baseado em turnos com personagens que têm habilidades diferentes para ajudá-los a curar e combater os vários vírus em todo o mundo. A cada turno, os jogadores podem mover quatro espaços e realizar três ações. No final de seu turno, novas cidades e infecções são reveladas. Como os jogadores não conseguem controlar o que acontece ou quais cidades são infectadas, cada jogo será diferente e emocionante, mesmo jogando sozinho.

Castle Panic

Se você quer algo um pouco mais medieval ou baseado em fantasia, mas ainda estratégico e divertido para jogar sozinho, o Castle Panic é ótimo. Semelhante à Pandemic, este é um jogo cooperativo que pode ser competitivo, mas o objetivo principal é defender o castelo. Como bônus, Castle Panic tem diretrizes sobre como montar um jogo solo.

À medida que os inimigos atacam o castelo por todos os lados, os jogadores usam sua vez para jogar cartas e atacar monstros específicos em cada zona ou reparar danos no castelo. Os monstros restantes no tabuleiro avançam um espaço mais perto do castelo, então o jogador pega duas fichas de monstros da pilha e lança um dado de seis lados para ver de que seção do tabuleiro os monstros virão. Como o jogo usa cartas e dados, é impossível prever o que acontecerá a seguir – como em D&D.

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Embora The Legend of Zelda: Breath of the Wild não seja um jogo de mesa, ele ainda é um ótimo RPG. O mundo aberto compartilha várias coisas em comum com mundos clássicos de D&D. Um jogador começa no nível um, sem armas ou equipamentos, mas com uma missão clara: Derrote Ganon. Existem também sidequests e miniquests. Os jogadores são livres para explorar qualquer lugar no seu próprio ritmo.

Breath of the Wild é um pouco diferente dos RPGs como D&D , pois os jogadores não aumentam de nível, por si só, mas continuam coletando equipamentos melhores e, ao mesmo tempo, aumentando sua saúde e resistência.

The Witcher 3: Wild Hunt

The Witcher 3: Wild Hunt tem uma história extremamente detalhada e é mais focada em combate. Diferentes elixires oferecem vantagens específicas contra os inimigos e a espada do jogador pode ser ungida com vários óleos para causar danos. Embora a história seja mais linear aqui do que em um jogo de mundo aberto, isso simplesmente permite ao jogador experimentar uma estrutura narrativa diferente que ainda é semelhante à forma como algumas campanhas de D&D são executadas.

Também existem muitas sidequests, o que ajuda a fazer The Witcher 3 parecer ainda mais uma campanha RPG.

The Elder Scrolls V: Skyrim

Skyrim definitivamente preenche a vibe de fantasia medieval no estilo de campanhas de D&D. Este jogo por ser em primeira pessoa, o torna mais imersivo e permite que os jogadores se aprofundem na história e na campanha. Os jogadores podem subir de nível e desenvolver sua classe de personagem, desde o uso de magia até a usar habilidades furtivas e de assassinatos nas sombras.

Esses jogos de mesa e de vídeo-game oferecem ótimas alternativas para Dungeons & Dragons, especialmente para jogadores solo que desejam a experiência de uma campanha, mas não conseguem reunir um grupo de jogadores. Cada um contém aspectos semelhantes às campanhas de D&D. Espero que aproveitem!

Texto original: ANDREW DMYTRASZ (https://www.cbr.com/5-rpgs-solo-players/)

Adaptação e tradução: Dice Masters

One thought on “5 RPG’s solos para você jogar se não tiver um grupo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *